futuro
Desafios das EFRs de Moçambique

2013 – 1 nova EFRs (Netia)

2014 – 3 novas EFRs (
Guijá, Chicualacuala e Maganja da Costa)

2014 – Abertura de 2 EFRs com o nível médio (Sul e Centro)

A partir de 2014: entra em vigor o novo Programa de financiamento de DISOP e  ISU


Diversificação Profissional em Sectores não agrícolas no meio rural
Criação de uma Licenciatura em alternância para os formadores em parceria com a Universidade Pedagogica
Fortalecimento das Associações EFR
Fortalecimento da EPN (Equipa Pedagógica Nacional) – serviço de proximidade às EFRs (AT)
Sustentabilidade: crescente apoio público moçambicano
Meta – “massa crítica” esperada em 2020 – 25 EFRs.

A futura escola de guijà
guija
Infra-estruturas por reabilitar